Sou da dúvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por esta terra... honrando sua tradição!"


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO 2010
















Compaixão pela vida

Do nada uma freada,
Uma trombada...
E num segundo
Tudo se apaga.

Bebida, velocidade...
Imprudência, fatalidade...
Culpados e inocentes
Vidas perdidas simplesmente.

Acabou a vida promissora,
Acabou o futuro brilhante,
Mais um na estatística
Desta tragédia constante.

Partisse uma família,
Acabou a alegria,
Acabou o sorriso do pai...
Acabou o sorriso da filha.

Acabou mais uma vida,
Desperdiçada nas estradas,
Acabou!... E não se faz nada?
Acabou, acabou, acabou...

Choram os pais...
Choram os filhos,
Choram os amores...
Choram as dores,
Choram os amigos...
Choram comigo!

SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO






















Tragédia

Somos vitimas ou cúmplices?
Somos coniventes com a impunidade,
Não lutando aceitamos
Esta brutal realidade.

Frustrados com a falta de solução
Com a impunidade dos culpados,
Desistimos de gritar, em alto e bom tom,
Que chega de tragédias
Que basta de sangue ao chão!

Alguém perdeu um amigo!...
Alguém perdeu um irmão!...
Não é possível que isso
Seja em vão.

Um pai querido,
Um filho amado,
A esposa o marido...
Um ente querido.

Quantas vidas serão perdidas
Em alta velocidade,
Pra chamar a atenção
Pra esta brutal realidade.

Esta tragédia também é nossa
De todo, e qualquer cidadão,
Não a distinção racial
Moral ou financeira...

Atinge a todos com certeza
Direta e moralmente,
Ficar parado e agradecer a Deus
Por não ser nossa esta dor...
Que horror!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Poesia para amigo - Irmandade de almas













Irmandade de almas

Amigo não é colega, nem tão pouco conhecido
Amigo!...
É aquela pessoa que por nós nunca será esquecido,
E sempre, sempre será querido,
Com amigo não se briga, não se para de falar
Apenas damos um tempo, ai sim! Pra não brigar,
Mas quando a saudade aperta corremos pra abraçar,
Amigo não guarda ressentimentos,
Não inveja alegria, nem deseja a tristeza,
Amigo!... -É leal é verdadeiro-
Não muda de opinião pra agradar a multidão,
Amigo não concorda com nossos erros,
Muitas vezes é um não quando queríamos um sim,
Quando insistimos em não escutar e erramos,
Chora junto o amigo,
E não diz, eu avisei!
Diz a penas...
Porque não me escutou eu só queria o teu bem!
Amigo é aquela pessoa que quando lembramos sorrimos,
E quando choramos lembramos,
Na amizade a irmandade de almas
De amigos irmãos, unidos pela emoção
De alma e coração,
Independente de cor, sangue, credo ou religião
Amigo?... É amigo! Não importa a situação.



quarta-feira, 8 de setembro de 2010


                  
                   O fim

 
 Percebo o fim; mas tenho medo,
  É tão triste!... A idéia assusta,
  É minha a culpa!... Sua?
  Não importa!...
  São tantos beijos
  Tantos anos,
  Tanta vida jogada fora...
  Vira um nada, um passado,
  Chorar não adianta,
  Mas como não chorar,
  Lutar pra que,
  Contra o que?
  O tempo ninguém para, nada muda...
  Mas eu sinto!... Pressinto o inevitável,
  Então, porque não ter
  A mesma intensidade,
  A mesma força,
  E eis minha esperança,
  Que o inevitável fim...
  Seja pra você, e pra mim.