Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


quarta-feira, 2 de julho de 2014

Vivo em mim...




Ainda ontem me peguei pensando em você
Eu não sei como não chorara...
Sabe pai, eu busco teu olhar na minha memória,
Ainda que o tempo passe e sei que vai passar
Ainda assim, eu quero pra sempre te lembrar...
Aonde eu for, por onde a vida me levar
Eu vou te levar comigo...
Eu queria poder te fala tudo que o meu coração
Tem pra te dizer... da felicidade de ser tua filha
Embora eu ainda tenha coisas pra aprender
Sei que foi com você que eu mais aprendi,
Eu queria poder te dizer mais uma vez
O quanto te amo!...
Pai sabe onde as palavras se calam
Nos espaços entre as batidas do coração...
Onde em milésimos de segundos
Morremos e ressuscitamos sem perceber...
Ali onde a vida se faz mais preciosa,
Bem ali eu te guardo, vivo em mim,
Pra sempre lembrar que a vida pode me dar folhas
O tempo pode fortalecer minhas raízes,
Mas sou semente semeada por ti...

Nas tempestades resisto não pelas folhas ou pela raiz...
Mas na certeza de como arvores honrar minha semente.