Sou da duvida a pergunta, não a resposta... e isso por si só me basta! Não sou um ponto de ?interrogação? Mas, uma pausa no tempo... onde as reticências recitam poesia...

"Sou gaúcha é isso é certo, traga a chama da emoção o amor por está terra... honrando sua tradição!"


terça-feira, 24 de setembro de 2013

Náufrago - Poesia do livro IMORTAL 2008




Náufrago do amor

É noite em meu coração
Sinto um frio ártico em minhas veias,
Não há mais o calor do teu corpo
Nem a luz dos teus olhos,
Estou perdida na solidão
E não sei que rumo seguir,
Perdi meu farol...
Minha estrela guia,
Uma tempestade de lágrimas
Açoita minha alma, noite e dia,
Num martírio sem fim,
Meus lábios, sedentos dos teus beijos,
Emudeceram a minha voz,
Estou surda...
Não ouço mais os pássaros,
O murmúrio do riacho,
Não ouço mais nada...
Estou ilhada em mim, abandonada,
Náufraga do amor,
Nessa ilha de solidão
Que virou meu coração.


LIVRO IMORTAL 2008